Publicado em DVD/Blu-ray

Game com pipoca: The OneChambara

Oi pessoal!

Não sou fã dessa história de “especial de fim de ano”,  retrospectivas e coisas afins. Portanto, para a última coluna do ano (oooohhh!!), vou falar de um filme desconhecido, baseado em um jogo conhecido por poucos (e mais os japoneses).  Trata-se de The OneChambara. Algo como Bikini Zombie Slayers (Matadoras de zumbis que usam biquíni).

Movie poster

A franquia de games de ação é desenvolvida pela Tamsoft e foi lançada pela primeira vez para PlayStation 2, em 2004. Depois foi portada para telefones celulares, Xbox360 e Wii. O principal mercado do jogo é o japonês, mas houve o lançamento no ocidente (como Zombie Zone na Europa). As duas últimas versões: OneChambara VorteX e OneChambara Revolution, para Xbox360 e Wii, respectivamente, foram também lançadas nos EUA e Europa, com os respectivos títulos de OneChambara: Bikini Samurai Squad e OneChambara: Bikini Zombie Slayers.

Continuar lendo “Game com pipoca: The OneChambara”

Anúncios
Publicado em DVD/Blu-ray

Game com pipoca: Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo

Alô pessoal! Esse post era pra ter saído na segunda-feira, mas com essa correria Natalina, não consegui subir antes.

Antes de mais nada, fiquei surpreso com o sucesso (dadas as devidas proporções) do post da semana passada, e isso só me incentiva mais a mandar minhas pérolas aqui no Sessão Lotada.

Então vamos ao que interessa. O game/filme da vez é Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo, inspirado pelo game homônimo de 2003. E como de praxe, deixa eu falar do game primeiro, rapidamente.

Prince of Persia: Sands of Time foi lançado em 2003 pela UBI Soft, que havia adquirido os direitos da franquia. Sands of Time faz parte da nova trilogia da franquia, e fez muito sucesso, sendo muito elogiado devido aos controles perfeitos, gráficos excelentes, enigmas desafiadores, lutas acrobáticas e uma atmosfera única e imersiva. Enfim, já nasceu um clássico.

6 anos depois do lançamento do jogo, veio o filme. E aí? Vale a pena?

Vou responder essa pergunta aos poucos. Quando vi o trailer do filme pela 1ª vez, imagens do game vieram à minha cabeça: de fato me empolguei, dada a semelhança entre o ator Jake Gyllenhaal e o príncipe no game. “Hey! Esse filme pode ser uma boa adaptação!” — pensei eu.

Pois quando assisti o filme, me agradou muito. Pode não ser um roteiro ganhador de Oscar, mas a história é muito boa e prende sua atenção. Arrisco até dizer que se esse roteiro tivesse sido usado no game de 2003, ficaria bom também.

O príncipe do filme tenta ser parecido ao máximo com o do game: pula de telhado em telhado, possui movimentos rápidos e acrobáticos, e convenhamos, o cara ficou a fuça do personagem do game. Some-se a isso uma edificante princesa e um vilão bem interpretado por Ben Kingsley, e voilá: o resultado final é bem bom.

Por quê eu gostei da trama? Justamente por não ser exatamente igual à do game original. A princípio isso era motivo pra não gostar do filme — mas nesse caso é o contrário, porque a trama “alternativa” ficou boa. Além do mais, se ficasse uma cópia exata do game, isso iria exigir muitos efeitos especiais e computação gráfica, o que nem sempre é garantia de bons resultados. Pra justificar essa afirmativa, basta lembrar que no game os inimigos enfrentados pelo príncipe são todos monstros criados pelas areias do tempo, com exceção do Vizir, o grande vilão.

O quê eu não gostei no filme? Vamos ver…

Logo no início do filme, rola uma história de roubo de armas pra justificar a invasão de um reino. Claramente isso foi em alusão à invasão do Iraque pelos EUA, e não tinha razão nenhuma pra isso. Ficou até meio bobo isso dentro do contexto do filme. Acho também que os poderes das areias do tempo podiam ter sido melhor explorados no jogo. No game, o príncipe ganha mil e uma habilidades (incluindo acelerar o tempo para si próprio), enquanto que no filme a única que se nota é poder voltar no tempo.

Enfim, dá pra dizer que o filme vale a pena sim. É uma bela sessão pipoca, pra se assistir sem compromisso nem com grandes expectativas. Com certeza ainda vai render umas 2 sequências, pra completar a trilogia, mas não chega a ser o filme baseado em games.

Abraços e até a próxima. Comentem, elogiem, critiquem, e dêem sugestões pros próximos posts.

Publicado em DVD/Blu-ray

Game Com Pipoca: The King of Fighters

kof-cover

Hello folks! Bem-vindos ao meu primeiro post no Sessão Lotada!

Game com Pipoca vai trazer para vocês, semanalmente, um game que virou filme. Ou um filme que virou game. Os bons, os ruins, os péssimos, qualquer um. E vou falar bem, vou falar mal, sem fanboyismo.

Pra esse primeiro post, como estou no clima pra falar mal das coisas, vou pegar um filme baseado numa franquia de games longeva e de sucesso, mas cujo filme é uma das maiores porcarias que já tive o desprazer de assistir: The King of Fighters: The Movie.

Continuar lendo “Game Com Pipoca: The King of Fighters”

Publicado em Cinema, DVD/Blu-ray

Elenco de “De Volta para o Futuro” se reúne para comemorar os 25 anos do filme

O elenco dos filmes “De Volta para o Futuro” se reuniu nesta segunda-feira (25) para comemorar os 25 anos do primeiro filme e para o lançamento da trilogia em DVD e Blu-ray.

O produtor Bob Gale negou que eles estejam trabalhando em uma nova sequência para a saga. “Não queremos uma parte quatro ou refazer os filmes com novos talentos”, afirmou segundo a Folha.com. “Amamos o filme como ele.”

O diretor Robert Zemeckis afirmou que, mesmo com os avanços dos efeitos especiais no cinema, o filme não ficou datado.

Michael J. Fox, que interpretou o protagonista Marty McFly, disse que não se importa de ainda ter sua imagem associada ao filme.

“O filme me fez muito famoso”, afirmou. “Fazer parte de algo assim é um privilégio.”

Estiveram também presentes os atores Christopher Lloyd, o doutor Emmett Brown, e Lea Thompson, a Lorraine Baines, entre outros.

volta futuro

Huey Lewis, Mary Steenburgen, Christopher Lloyd, Michael J. Fox, Lea Thompson e Robert Zemeckis em coletiva de imprensa

Publicado em DVD/Blu-ray

Avatar já é o Blu-ray mais vendido da história

default-avatar-blueray-dvd O pessoal do Blog do Jotacê divulgou ontem os números impressionantes de vendas de Avatar em DVD e Blu-ray. De acordo com o estúdio, até o último domingo o filme já havia vendido 6.7 milhões de unidades em quatro dias apenas na América do Norte. Dessas, 2.7 milhões foram em Blu-ray, destronando Batman – O Cavaleiro das Trevas como o líder de vendas no formato, que levou 18 meses para vender 2.5 milhões de Blu-rays.

No primeiro dia de vendas, 22 de abril, Avatar vendeu 3.2 milhões de DVDs e Blu-rays, sendo 1.5 milhões de unidades em raio-azul, destruindo também o recorde anterior de Batman – O Cavaleiro das Trevas, que era de 600 mil unidades no formato. A reportagem da Variety bem aponta que em 2008, quando Batman chegou às prateleiras, o Blu-ray ainda estava em seus primeiros estágios de adesão pelo público. Ainda sim, os números de Avatar são muito bem vindos num formato que busca se estabelecer e ultrapassar o DVD o mais breve possível. Vale notar também que apesar do Blu-ray trazer um DVD do filme, os 4 dólares de diferença entre as duas versões parece ainda pesar na compra dos nossos amigos da terra do Tio Sam.

Alguns números de Avatar ao redor do mundo:

Avatar se tornou o maior lançamento em DVD e Blu-ray na França com uma venda de 400 mil unidades no primeiro dia. Em dois dias chegou a 557 mil discos, ultrapassando os campeões anteriores A Voz do Coração e A Riviera Não é Aqui, dois filmes franceses. A Fox vendeu 136 mil Blu-rays por lá, mais do que O Cavaleiro das Trevas vendeu em 15 meses.
Na Alemanha o filme vendeu 450 mil discos no primeiro dia, derrotando Harry Potter e a Ordem da Fênix, campeão de vendas por lá.
O filme se tornou o maior campeão de pré-venda fora da América do Norte, tendo previamente vendido 136 mil cópias na Alemanha, 143 mil no Japão e 74 mil na França. Cerca de 60% dessas foram em Blu-ray.
No México, a (triste) notícia que chega é que o filme fez sucesso entre os piratas, já que 3.409 unidades foram roubadas num assalto à mão armada a um caminhão de entregas.

Avatar-movie-image

O filme traz um grande impulso na compra dos Blu-ray players pelo consumidor, como relatam as principais lojas de departamento nos Estados Unidos. Apesar das estatísticas não estarem fechadas e as vendas ainda estarem a todo vapor, Avatar já mostra ser o título com o número de vendas em Blu-ray em comparação ao DVD mais impressionante até hoje e certamente é o título que está fazendo e fará muitas pessoas aderirem ao formato.

Publicado em Cinema

Batman ganha box!

A Warner Bros. divulgou as imagens do Blu-Ray de Batman – O Cavaleiro das Trevas com exclusividade para o site Superhero Hype!. Não há nada de muito especial. As capas são os pôsteres com o Batman em sua Batpod e o Coringa. O legal mesmo fica por conta da da Batpod, que vem com dois discos de Blu-Ray do longa metragem dirigido por Christopher Nolan.

Para os já usuários do Blu-Ray, espera-se que a Warner Bros. lance, também, a BD Live. Com ela, você pode se conectar à internet e baixar conteúdos exclusivos do filme. Além disso, também é cotado que o estúdio também lance um terceiro disco, que conterá o filme para iPod e outros video-players.

O Blu-Ray de Batman – O Cavaleiro das Trevas está programado para chegar ao mercado norte-americano no dia 9 de dezembro. A WB do Brasil ainda não divulgou a data para o lançamento do DVD e Blu-Ray do longa.




Publicado em Cinema

Vá com Deus HD-DVD

Escrevi há algum tempo sobre a guerra do (futuro) substituto do DVD.

(recapitulando…)
HD-DVD vs. Blu Ray.

Ambos com suas vantagens e desvantagens, mas sempre um tende a ser melhor que o outro (lógico), e nesse quesito, quem se sai (bem) melhor é o Blu Ray!

Tanto que essa semana a Toshiba (criadora-dona do HD-DVD) informou que estaria interrompendo sua produção! Será que é o fim do HD-DVD?

Na minha opinião o Blu Ray já ganhou, até por que todos os principais estúdios o apóiam. Tais como Disney, Warner, Universal, Paramount, MGM, Apple, Dreamworks, Sony, FOX, entre outros…

Enquanto o martelo não foi batido, o jeito é aguardar uma definição (bem) mais concreta e guardar um dinheirinho, pois essa (nova) tecnologia custa (ainda) um pouco caro (no Brasil!).

Assim como o DVD entrou no mercado custando R$ 999,99 o Blu Ray custará um pouco mais logo no ínicio. Mas em contra-partida, hoje o DVD custa R$ 99,99!

Para os mais afoitos em colocar a mão em um player de Blu Ray, sugiro antes botar a mão em uma TV de LCD com resolução 1080p (1920×1080), senão você não terá total proveito desta nova tecnologia, seria como comprar uma ferrari para andar em uma rua cheia de buracos!

O Blu Ray possuí trava de região (similar ao DVD), porém, a nossa região ficou a mesma dos EUA, possibilitando uma maior rapidez no lançamento de novos títulos aqui no Brasil e até mesmo para importar alguns filmes e show de lá.

Bem, é isso! Espero ter tirado algumas dúvidas!

Abraços

Vítor Fleury